Alimentos orgânicos são livres de agrotóxicos?

 

 

 

SÉRIE ESPECIAL: ORGÂNICOS

Alimentos orgânicos são mesmo melhores para o planeta e para os homens?

Falando-se do ponto de vista da saúde humana, apesar do imenso interesse público, a ciência pouco investigou até hoje sobre os efeitos diretos de alimentos orgânicos no organismo humano. Ou seja, o assunto é terreno fértil para o cultivo dos mais diversos mitos.

DROPS buscou saber o que dizem algumas das principais referências científicas mundiais sobre 3 dos principais mitos envolvendo alimentos orgânicos e saúde. Veja o que descobrimos nesta série especial!

 

MITO #2 – Orgânicos são livres de agrotóxicos?

RESULTADO DA CHECAGEM: Falso

 

Surpreso? Voce não está sozinho! Esta é uma das principais justificativas dadas por quem se decide a consumir orgânicos.

Apesar da maioria das pessoas acreditarem que ao comprar vegetais e frutas de produção orgânica elimina-se qualquer contato com agrotóxicos, isto não é necessariamente verdade. A produção orgânica está autorizada a usar – e muitas vezes usa – agrotóxicos. A diferença é que os produtos usados no cultivo orgânico não podem ser sinteticamente produzidos, mas devem ser derivados de fontes naturais.

Estas regras estão descritas no Art. 98 da Instrução Normativa do Ministerio da Agricultura e na Legislação Norte-Americana.

Segundo um estudo realizado por cientistas da Universidade da Califórnia, de todos os agrotóxicos que os seres humanos consomem através da comida, 99,99% são naturais: são produtos químicos produzidos por plantas para se defender contra fungos, insetos e outros predadores de animais. As quantidades de resíduos de praguicidas sintéticos em frutas, vegetais e hortaliças são insignificantes em comparação com a quantidade de praguicidas naturais produzidos pelas próprias plantas.

Ainda de acordo com os cientistas americanos, os produtos químicos naturais podem ser tão perigosos para a saúde como os sintéticos, sempre dependendo da dose a que somos expostos.

 

 



				    
COMPARTILHEShare on Facebook9Tweet about this on Twitter0Share on Google+0Pin on Pinterest0Email this to someone

COMENTÁRIOS

POSTS RELACIONADOS

    Um clássico dos anos 50, Moscow Mule – o drinque da canequinha – foi tendência no último verão brasileiro e, ao que tudo ...

    Recém chegado as livrarias, o livro publicado por Tom Brady – mais conhecido no Brasil como o marido de Gisele ...

No último dia 18, um artigo do American Council on Science and Health mostrou como o time de marketing da Gatorade errou feio ao usar ...

O brasileiro consumiu em 2016 uma média 70 litros de refrigerante per capita. Há alguns meses atrás uma manchete do portal UOL acendeu ...

Fale com o especialista

Envie a sua dúvida.
Ela será respondida por
um de nossos profissionais.