Kombucha, a cura para diversas doenças?

Uma bebida “mágica”, que pode curar quase tudo, desde problemas de digestão até artrite e câncer. Isto é o que muitos sites e blogs afirmam sobre o Kombucha, bebida normalmente a base de chá preto ou verde.

 

O Kombucha tem sua origem na Ásia há algumas centenas de anos. Sua preparação pode variar, mas geralmente envolve um processo de fermentação dupla em que uma cultura bactérias e leveduras é colocado em uma mistura de chá adoçado.

O chá Kombucha é apontado por entusiastas de todo o mundo o mundo por ser um alimento funcional e ter muitos efeitos benéficos na saúde humana. Uma das marcas mais conhecidas do produto, a americana GT’S, chega a afirmar em seu site que o Kombucha tem relação com cura a do câncer da mãe do fundador da empresa.

Mas o que diz a ciência?

Segundo estudo publicado em 2014 pelo periódico Comprehensive Reviews in Food Science and Food Safety, “a maioria dos benefícios do Kombucha foram estudados apenas em modelos experimentais e há uma falta de evidência científica baseada em modelos humanos”, ou seja, não necessariamente algo que produz um efeito benéfico em animais produzirá o mesmo efeito em homens.

Mas alguns benefícios para a saúde são prováveis, uma vez que o Kombucha, é rico em probióticos, e estes comprovadamente demonstraram trazer benefícios para áreas específicas da saúde.

A Clínica Mayo, organização sem fins lucrativos ligada à prática clínica, a educação e pesquisa em medicina, diz que “evidências limitadas sugerem que o chá kombucha pode oferecer benefícios semelhantes aos suplementos probióticos, incluindo a promoção de um sistema imunológico saudável e a prevenção da constipação. No momento, no entanto, estudos médicos sobre o papel do chá Kombucha na saúde humana são muito limitados. Em suma, não há provas suficientes de que o chá Kombucha ofereça suas alegações de saúde”.

Drops não encontrou informações oficiais de organismos internacionais e nacionais relativos à alimentação e nutrição que tratassem especificamente do tema checado. No entanto, o site da Anvisa informa que alimentos funcionais – categoria na qual estaria inserido Kombucha –  não podem ter entre seus efeitos alegações que fazem referência ao tratamento, prevenção ou cura de doenças.

Ou seja, apesar de ser um produto secular, são necessários maiores estudos e pesquisas para se chegar a uma conclusão e ainda é cedo para dizer que o Kombucha tem o poder de tratar doenças.

COMPARTILHEShare on Facebook0Tweet about this on Twitter0Share on Google+0Pin on Pinterest0Email this to someone

COMENTÁRIOS

POSTS RELACIONADOS

    Um clássico dos anos 50, Moscow Mule – o drinque da canequinha – foi tendência no último verão brasileiro e, ao que tudo ...

    Recém chegado as livrarias, o livro publicado por Tom Brady – mais conhecido no Brasil como o marido de Gisele ...

No último dia 18, um artigo do American Council on Science and Health mostrou como o time de marketing da Gatorade errou feio ao usar ...

O brasileiro consumiu em 2016 uma média 70 litros de refrigerante per capita. Há alguns meses atrás uma manchete do portal UOL acendeu ...

Fale com o especialista

Envie a sua dúvida.
Ela será respondida por
um de nossos profissionais.