Implantes de silicone podem aumentar risco de tipo raro de câncer

QUEM DISSE? Women’s Health Brasil

QUANDO DISSE? 28/11/2018

 O QUE DISSE? “Implantes de silicone podem aumentar risco de tipo raro de câncer”

CHECAGEM: VERDADEIRO, MAS é importante evitar a generalização e contextualizar a afirmação.


CONTEXTO

Segundo dados da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, em 2016 ocorreram mais de 288 mil cirurgias para colocação de próteses mamárias no Brasil. Este número corresponde a aproximadamente 20% do total de cirurgias estéticas realizadas no país, o campeão mundial na realização de cirurgias estéticas.

Não é de se espantar que, neste contexto, a reportagem publicada pela revista Women’s Health com o título “implantes de silicone podem aumentar risco de tipo raro de câncer” tenha acendido um alerta vermelho para milhares de mulheres brasileiras. 

Nos últimos dias o tema ganhou ainda mais destaque com o recall voluntário de 4 tipos de próteses feito por uma fabricante multinacional após alegações de que seus produtos estão relacionados a casos de câncer.

 

O QUE DIZ A CIÊNCIA

Existem diversos tipos de próteses mamárias, mas basicamente elas se dividem em dois grandes grupos no que se refere à textura: próteses texturizadas (que possuem uma espécie de revestimento rugoso) e próteses lisas.

Há alguns anos a autoridade sanitária norte-americana, Food and Drug Administration (FDA), vem monitorando uma possível associação entre implantes mamários texturizados e a ocorrência de um tipo raro de câncer, o linfoma anaplásico de grandes células (ALCL). Em 2011 a agência americana informou pacientes e profissionais sobre o risco maior de ocorrência ALCL ao utilizar-se próteses texturizadas. Entretanto, naquele momento nenhuma medida adicional foi tomada além do próprio aviso.

Esta situação mudou quando no último dia 24 de julho a FDA publicou uma nota na qual comunica quetomou medidas significativas para proteger as mulheres do ALCL, solicitando que a Allergan, fabricante de um tipo específico de implante texturizado, faça o recall de alguns de seus produtos devido ao risco de ocorrência de ALCL”. A agência explicou que com base nos dados acompanhados ao longo dos últimos 8 anos sua equipe concluiu que era necessário tomar esta atitude.

A medida adotada pela agência norte-americana vai de encontro com o posicionamento da Agência Francesa de Segurança de Medicamentos e Produtos para a Saúde (ANSM) que, ainda em 2018, não renovou o Certificado de Conformidade da União Europeia para a empresa Allergan e em maio de 2019, como medida de prevenção,  suspendeu a venda destas próteses. 

No Brasil, após alerta emitido pela entidade regulatória francesa, a Agência de Vigilância Sanitária (ANVISA) suspendeu em 20/12/18, de forma preventiva, quatro produtos da empresa. Para justificar esta decisão, a agência diz ter consultado as autoridades regulatórias participantes do Fórum Internacional Regulatório de Dispositivos Médicos (International Medical Device Regulators Forum – IMDRF), dados do Sistema de Notificações em Vigilância Sanitária (Notivisa) e solicitou ainda estudos para a Fiocruz Brasília, com vistas a identificar a associação de implantes mamários e o desenvolvimento de ALCL

Na última semana, após a divulgação pela FDA – EUA de informações atualizadas sobre a  segurança e incidência de linfoma anaplásico de grandes células (ALCL) associado a implantes mamários, a ANVISA também decidiu no último dia 25/7 proibir a venda, distribuição e uso das próteses em questão

 

CHECAGEM

Após a consulta das justificativas dadas pelas entidades regulatórias francesa, americana e brasileira, DROPS checou e confirmou que a notícia publicada pela Women’s Health, que traz a frase “implantes de silicone podem aumentar risco de tipo raro de câncer” é VERDADEIRA, MAS é importante evitar a generalização e contextualizar esta informação – o que foi feito no corpo da matéria publicada –, uma vez que até o momento apenas um determinado tipo de prótese está associado a um tipo específico e raro de câncer. 

 

Por: Maria Vitoria Zambrone

29/07/2019

 

Acesso às referências em 29/06/2019

 

 

 

 

COMPARTILHEShare on Facebook0Tweet about this on Twitter0Share on Google+0Pin on Pinterest0Email this to someone

COMENTÁRIOS

POSTS RELACIONADOS

QUEM DISSE? Bem Estar QUANDO DISSE? 09/01/2018 O QUE DISSE? “Ibuprofeno pode levar à infertilidade masculina, sugere pesquisa” CONTEXTO ...

QUEM DISSE? Revista Crescer QUANDO DISSE? 28/05/2019 O QUE DISSE? “Slime: mãe diz que filha está internada com intoxicação em São ...

QUEM DISSE?  ANVISA QUANDO DISSE? 04/06/2019  O QUE DISSE? “Anvisa proíbe temporariamente a venda de produtos com a planta ...

A busca pela saúde e por um estilo de vida saudável é um comportamento bastante comum atualmente. Para atingir este objetivo, o uso de ...

Fale com o especialista

Envie a sua dúvida.
Ela será respondida por
um de nossos profissionais.